Conversaciones: Inscrições abertas!

Conversaciones---Banner-Site-700x259

INSCRIÇÕES AQUI

Em sua terceira edição, a iniciativa propõe o intercâmbio cultural entre países ibero-americanos, financiando projetos de curadoria que promovam a circulação de acervos e exposições entre instituições da região

O Programa Ibermuseus, iniciativa intergovernamental de cooperação cultural para a área de museus em toda a comunidade ibero-americana[1], lança a 3ª Convocatória Ibero-Americana de Projetos de Curadoria – Conversaciones.

Com a ação, o Ibermuseus convida instituições culturais dos 22 países ibero-americanos a apresentarem projetos expositivos realizados em parceria entre duas ou mais instituições de diferentes países, estimulando, assim, o intercâmbio de acervos museológicos e o fomento ao diálogo intercultural.

As inscrições estão abertas a partir desta quinta-feira (5/2) e podem ser realizadas pela seção Convocatórias, do Portal Ibermuseus, onde os interessados podem encontrar o edital e demais informações sobre a convocatória, até o dia 5/4/15. Para participar, as instituições devem ter caráter cultural, educativo ou afim, além de estarem ligadas à administração pública (municipal, regional ou nacional) ou serem empresas privadas sem fins lucrativos. Os projetos deverão ser apresentados por uma única instituição, proveniente de um dos países membro do Comitê Intergovernamental do Programa[2].

Serão financiados dois projetos expositivos de US$ 40 mil cada, para a circulação de acervos ou exposições entre as instituições ibero-americanas.

Edições anteriores – Na primeira edição do Conversaciones, em 2010, foram concedidas quatro premiações a parcerias entre Argentina e Espanha (Para o Fortalecimento da Memória de um Museu Rural Comunitário); Colômbia e Peru (A Espiritualidade Entre os Peruanos e Colombianos Afrodescendentes: Relações e Ressignificações). Portugal e Brasil (Da Cartografia do Poder aos Itinerários do Saber) e Brasil e Espanha (A Biodiversidade do Cerrado).

Em 2011, o Conversaciones premiou três projetos expositivos frutos de trabalhos conjuntos entre Colômbia e Espanha (Pesquisa, Curadoria e Pré-produção do Museu Itinerante da Memória dos Montes de Maria); Brasil e Holanda (Compartilhando Coleções e Conectando Histórias); e Equador e Colômbia (Legado Del Pueblo Pasto, como Catalisador de uma Identidade Binacional com Projeção para o Mundo). À época, o edital contemplava a participação de instituições da Comunidade Ibero-Americana e demais países, desde que o tema escolhido fosse de interesse para Ibero-América.

Ibermuseus – O Programa compreende os museus como instituições dinâmicas, vivas e de encontro intercultural; como espaços que trabalham com o poder da memória; como instâncias relevantes para o desenvolvimento das funções educativa e formativa; como ferramentas adequadas para estimular o respeito à diversidade cultural e natural e para valorizar os laços de coesão social das comunidades e a sua relação com o meio ambiente.

Sua atuação se destina a consolidar a Rede Ibero-Americana de Museus, formada pelos 22 países da comunidade ibero-americana, tendo como objetivos principais: fortalecer as políticas públicas dos países ibero-americanos; estabelecer mecanismos de intercâmbio, informação e difusão entre os museus; promover a formação e a capacitação de profissionais da área; criar mecanismos para ampliar a capacidade educativa dos museus; fomentar a circulação de acervos e exposições; promover a proteção e a gestão do patrimônio museológico; fomento à pesquisa; e estimular o direito à memória das etnias e gêneros, de grupos e movimentos sociais, valorizando os diferentes tipos de museus.

Atualmente o Programa Ibermuseus é presidido pelo Brasil, onde funciona sua Unidade Técnica, encarregada da execução das linhas de ação determinadas pelo Comitê Intergovernamental.

O Ibermuseus está vinculado à Secretaria Geral Ibero-americana (Segib) e conta com o apoio técnico da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), além do suporte da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid).

¹ Andorra, Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Chile, Equador, Espanha, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

² Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, México, Paraguai, Peru, Portugal, Uruguai

Mais informações:

Clique aqui e acesse o guia rápido