Conheça exposição entre dois cemitérios museus premiada no edital “Conversaciones”

Vencedora da III Convocatória Ibero-Americana de Projetos de Curadoria, Conversaciones, do Programa Ibermuseus, a exposição museográfica “Colecciones funerarias en diálogo: Argentina y Colombia”, estará aberta ao público, com entrada gratuita, no Cementerio Museo San Pedro, em Medellín (Colômbia) durante os meses de fevereiro e março.

A mostra, realizada pela Fundación Erigaie (Colômbia) em colaboração com o também colombiano Cementerio Museo San Pedro e o Cementerio Municipal: Museo a Cielo Abierto de San Nicolás de los Arroyos (Argentina), logo será enviada para a instituição argentina, onde será exibida por mais dois meses.

O projeto propõe uma exibição itinerante em ambos os cemitérios museus, chamando a atenção dos visitantes sobre o valor museal desses lugares e sua riqueza em termos artísticos, históricos e patrimoniais. O público poderá conhecer as particularidades dos dois acervos e o trabalho de conservação das peças funerárias.

Planejamento museológico – Desde 2014, a Fundação de Erigaie é responsável pelo planejamento museológico do Cemitério Museo San Pedro de Medellín. Diante disso, a exposição permitirá a implantação do principal aspecto do plano proposto: a abertura do cemitério como uma instituição museológica, com atividades que também possibilitem o intercâmbio de suas coleções.

“Com esta exposição, a instituição terá a oportunidade de potencializar e consolidar sua longa trajetória no desenvolvimento de pesquisas de temas relacionados a patrimônio e museus, especialmente sobre produções curatoriais e museográficas. Desta forma, a mostra itinerante é uma oportunidade para transmitirmos os resultados desta análise de forma pedagógica e interativa, e de fácil acesso e compreensão pelos diversos públicos dos dois países”, diz o coordenador do projeto, David Cohen.

O projeto pretende demonstrar, por meio de cinco temas nos quais conversam as duas instituições, como cada país organiza e cria diferentes formas de evocar e expressar suas crenças em relação com a morte, expressadas em símbolos, emoções, arte, arquitetura, rituais e, também, pela história de cada local.

De acordo com Cohen, “a possibilidade de realizar encontros entre dois cemitérios que também são museus permite o compartilhamento de experiências que fortaleçam os vínculos e relações entre lugares tão complexos, mas com realidades históricas, sociais e culturais tão similares. Além disso, este diálogo proposto aumenta a visibilidade dos trabalhos, conhecimentos e práticas que constituem o cotidiano desses locais de enorme riqueza patrimonial”.

Exposição virtual – A exposição também pode ser vista online. Por meio do site http://dialogos.cementeriosanpedro.org.co, os organizadores oferecem a possibilidade de que pessoas do mundo todo possam conhecer esses espaços patrimoniais e suas coleções por imagens, depoimentos e informações sobre a mostra.

Conversaciones – A cada edição, a convocatória realizada pelo Programa Ibermuseus convida instituições museiais dos 22 países ibero-americanos a apresentarem projetos expositivos realizados em parceria entre duas ou mais instituições de diferentes países, estimulando, assim, o intercâmbio de acervos museológicos e o fomento ao diálogo intercultural.

Em 2015, foram premiados dois projetos, que receberam o aporte de US$ 40 mil cada, para a circulação de acervos ou exposições entre as instituições envolvidas. Além de “Colecciones funerarias en diálogo: Argentina y Colombia”, também venceu o projeto “Como (…) coisas que não existem – Uma exposição a partir da 31ª Bienal de São Paulo”, apresentado pelo Museu de Serralves, Porto, Portugal, em colaboração com a Fundação Bienal São Paulo (Brasil).

IMG_3919

IMG_3255

IMG_3986

IMG_3987

IMG_3990

IMG_20160125_175908736