ICOM, Unesco e Ibermuseus debaterão os instrumentos normativos internacionais no âmbito dos museus

Mesa Redonda abre o Seminário Internacional “10 anos de cooperação entre museus: Museologia ibero-americana e a Declaração de Salvador”

Quais são os instrumentos internacionais no âmbito dos museus? Qual é a relevância deles e sua real aplicação? Desde a adoção pelos países, quais têm sido os resultados? Essas e outras perguntas serão a pauta da Mesa Redonda Instrumentos normativos internacionais no âmbito dos museus. As relações entre ICOM, Unesco e Ibermuseus, na próxima quarta-feira, 29 de novembro, às 9h30, na abertura do Seminário Internacional “10 anos de cooperação entre museus: Museologia ibero-americana  e a Declaração de Salvador”, que será realizado no Centro Cultural do Banco do Brasil.

Os três organismos têm trabalhado ao longo dos últimos anos no fomento, fortalecimento e apoio à gestão museológica e na valorização do patrimônio cultural móvel. UNESCO, ICOM e Ibermuseus, desde suas competências, iniciaram um diálogo para cooperar na proteção e promoção de museus e coleções, fomentar discussões internas sobre os diferentes instrumentos existentes, assim como no fomento e no desenvolvimento de políticas públicas.

Participam da mesa, Maria Ignez Mantovani Franco, presidente do ICOM/Brasil; Rebeca Otero, Coordenadora de Educação e Cultura da UNESCO/Brasil; e Magdalena Zavala Bonachea, Presidente do Conselho Intergovernamental do Programa Ibermuseus. A mesa será moderada por Alan Trampe Torrejón, Subdiretor de Museus do Chile.

Maria Ignez Mantovani Franco é presidente do ICOM Brasil desde 2012, além de ser a representante do organismo no Conselho Consultivo de Patrimônio Museológico do IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus. Licenciada em Comunicação Social pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), é especialista em Museologia pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo e Doutora em Museologia pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, de Lisboa, Portugal.

Coordenadora de Educação e Cultura do escritório da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero possui especialidade na área de Saúde Pública. Trabalhou como Oficial de Programas de Educação Preventiva em Aids da UNESCO por 11 anos.

Presidente do Programa Ibermuseus desde 2016, Magdalena Zavala Bonachea tem estudos em História e Museologia, e desde 1990 trabalha no Instituto Nacional de Belas Artes do México. Dirigiu o Museu Casa Estudio Diego Rivera, o Museu Franz Mayer e o Museu de Arte Moderna. Atualmente é a coordenadora nacional de Artes Visuais, pela segunda vez. Foi integrante de diversas associações, como: ICOM/México, Associação Mexicana de Profissionais de Museus (AMPROM), e, nos Estados Unidos, de NAEA e da AAM.

O Seminário 10 anos de cooperação entre museus será realizado na cidade de Brasília, Brasil, nos dias 29 e 30 de novembro, e será o espaço de debate sobre a contribuição, vigência w aportações teóricas e práticas da Declaração de Salvador à museologia da região nos últimos 10 anos. Conheça a Programação Completa.