Apoiar iniciativas de resgate de memória social é um dos objetivos do Prêmio

Resgatar ou gerar memória através de projetos educativos. Esse é um dos objetivos do Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus. Como exemplo, uma das iniciativas premiadas na última convocatória do prêmio foi o Programa de Vinculação Comunitária do Ex Teresa Arte Actual, integrante do Instituto Nacional de Belas Artes do México, premiado na Categoria I em 2016.

Um dos casos de sucesso do Programa de Vinculação Comunitária do Ex Teresa Arte Actual é o projeto Plan Acalote, organizado pelos curadores Sofía Carrillo e Pedro Ortiz-Antoranz, e desenvolvido pelo coletivo Plan Acalli, formado pelos artistas Carlos Maravilla e Ehecatl Morales.

Trata-se de um projeto de reativação comunitária com moradores das últimas reservas lacustres e canais da Cidade do México, realizado a partir da recuperação e deslocamento de um acalli – um barco de trabalho – desde Xochimilco (zona lacustre no sul da cidade) até a sede do Ex Teresa Arte Actual, no Centro Histórico. Ao longo do deslocamento de seis dias, outras comunidades foram recuperando a memória do tempo em que os canais eram parte fundamental da vida da cidade.

“O Prêmio significou um forte incentivo para toda a equipe do Ex Teresa. Todo reconhecimento a um trabalho que se realiza com paixão e convicção é sempre um motor para continuar com o trabalho”, afirma Sofía Carrillo, subdiretora de Curadoria e Programação da instituição.

“O que aconteceu depois foi muito bonito, porque Plan Acalli seguiu trabalhando e conseguiu que essas comunidades seguissem conectadas, discutindo o que têm que fazer para recuperar seus canais. Até agora, sabemos que uma dessas comunidades já conseguiu resgatar três ou quatro metros mais de canal”, revela Sofía. “Estão cuidando não só do resgate, mas também da preservação, que é algo muito complexo e que quebrou inércias governamentais e sociais que vinham de muitos anos.”

Segundo o diretor do Ex Teresa, Ivan Edeza, este é um programa que envolve comunidades, arquivo, memória e divulgação da pesquisa de artistas. “Com o prêmio, pode-se gerar outros estímulos como esse, a aproximação a outros grupos e pessoas que estejam fazendo trabalhos similares, promovendo e fortalecendo a memória.”

As inscrições para a 8ª edição do Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus estão abertas até quinta-feira, 25 de maio. Para participar, os interessados devem se registrar por meio da plataforma Convocatórias Ibermuseus.

NOTICIAS RELACIONADAS:

Aberta a convocatória para o 8º Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus

Plataforma digital facilita a inscrição no 8º Prêmio Ibero-americano de Educação e Museus