A fragata Nuestra Señora de las Mercedes. Patrimônio subaquático recuperado.

O projeto, financiado pelo Programa Ibermuseus, inaugura site sobre o navio recuperado e abre um precedente na gestão do patrimônio subaquático.

O Ministério da Educação, Cultura e Esporte da Espanha (MECD) apresenta, coincidindo com a abertura da exposição “El último viaje de la fragata Mercedes”, no Museu Arqueológico Nacional, o site La fragata Nuestra Señora de las Mercedes. Patrimonio subacuático recuperado, projeto financiado pelo Programa Ibermuseus em colaboração com a Secretaria Geral Ibero-Americana (SEGIB).

A fragata Nuestra Señora de las Mercedes foi uma embarcação de guerra enviada pela Espanha, em 1803, ao vice-reinado do Peru, com a missão de trazer de volta bens que ajudassem à recuperação das arcas do Estado, ressentidas como consequência do enfrentamento bélico com a Grã-Bretanha. Ao seu regresso, em outubro de 1804, o grupo de navios espanhóis em que a Mercedes navegava foi atacado, já perto da Península Ibérica, por quatro embarcações da armada inglesa, resultando desse combate o afundamento da fragata Mercedes e o apresamento do resto das naves espanholas.

Processo judicial da recuperação patrimonial

O caso do litígio para reparar a espoliação sofrida por este barco, e a recuperação e a valorização dos bens culturais procedentes do mesmo, é um fato sem precedentes na gestão nacional e internacional do patrimônio cultural subaquático. Para tratar o assunto, osite é concebido como um ponto de acesso único a toda a informação gerada ao redor do caso: os dados históricos da longa viagem da fragata, o seu passado, presente e futuro, assim como os detalhes do processo legal para a restituição dos bens espoliados, do projeto de retorno do carregamento, dos bens recuperados, etc.

O objetivo de esta iniciativa é divulgar a rica história deste caso, com o intuito de valorizar o patrimônio cultural subaquático e sua correta conservação e preservação, e conscientizar e educar sobre a importância do patrimônio subaquático.

A consulta dos bens culturais recuperados também pode se realizada através da Rede Digital de Coleções de Museus de Espanha,CER.ES. Assim mesmo, podem ser consultadas nesse link os vinte e sete documentos que, sobre a própria fragata e a sua historia, são custodiados nos Arquivos Estatais e são mostrados na exposição temporária.

Para mais informação sobre o caso, e outras notícias sobre patrimônio subaquático, consulte o site do MECD:

Inauguración de la primera exposición de la fragata “Nuestra Señora de Las Mercedes”.

España participará en el proyecto mexicano de investigación arqueológica subacuática de la flota la Nueva España.