10 anos da Declaração de Salvador. Museus e Transformação Social: MAIS INTERCÂMBIO

Desde sua origem, o Programa Ibermuseus trabalha pela promoção do intercâmbio entre profissionais e instituições ibero-americanas. A Declaração de Salvador já destacava a importância de promover o diálogo intercultural entre os povos ibero-americanos em sua segunda diretriz. A experiência de cada país em matéria de políticas museais, somada ao diálogo permanente entre os membros do Programa, é a base para a formulação de ações em que as melhores práticas ultrapassem as fronteiras e se disseminem por toda a região.

A Convocatória Conversaciones é um dos melhores exemplos. Criada em 2010 para fortalecer e promover o intercâmbio de acervos e exposições entre os países ibero-americanos, possibilitou a realização de nove projetos com sete países envolvidos, favorecendo o intercâmbio de dezenas de bens e a difusão do patrimônio cultural, dos saberes e das memórias ibero-americanas.

A promoção do intercâmbio também chega aos profissionais, que, por meio das Bolsas Ibermuseus de Capacitação, podem realizar residências profissionais ou atividades de curta duração em outros países da região, promovendo a circulação de conhecimento e facilitando a troca de conteúdos, experiências, práticas e conceitos.

Os diferentes cursos de capacitação realizados pelo Programa entre 2015 e 2017 – Cidade do México, Montevidéu, Havana, Madri e Lima – possibilitaram que 95 trabalhadores de 22 países pudessem intercambiar práticas, conhecimentos e formar redes de trabalho, fortalecendo a coordenação interinstitucional, o estabelecimento de alianças e a integração de experiências na região.

Taís Valente dos Santos, participante do curso de Gestão de Coleções, realizado em 2015, no México, destaca a importância deste elemento nas ações de capacitação. “Participar dos cursos que são oferecidos pelo Ibermuseus é sempre muito produtivo. São momentos de compartilhamento de conhecimento, onde o espírito colaborativo sempre prevalece.”

Os Encontros Ibero-americanos de Museus, realizados atualmente a cada dois anos, constituem o primeiro espaço de intercâmbio de experiências para o estabelecimento de ações conjuntas para o setor museológico da Ibero-América e para a promoção do fortalecimento institucional das instâncias responsáveis pelas políticas públicas para os museus em cada país. Desde 2007, já foram realizadas noves edições do EIM.

Este ano, o Seminário Internacional “10 anos de cooperação entre museus: Museologia ibero-americana e a Declaração de Salvador”, que ocorrerá em Brasília, Brasil, nos dias 29 e 30 de novembro, vai reunir especialistas, gestores e profissionais para analisar os feitos dos 10 anos de cooperação na região ibero-americana no âmbito dos museus e discutir os caminhos a seguir para que o intercâmbio entre os países seja cada vez mais intenso e produtivo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

10 anos da Declaração de Salvador. Museus e Transformação Social: MAIS EDUCAÇÃO

10 anos da Declaração de Salvador. Museus e Transformação Social: MAIS SUSTENTABILIDADE

10 anos da Declaração de Salvador. Museus e Transformação Social: MAIS CAPACITAÇÃO

10 anos da Declaração de Salvador. Museus e Transformação Social: MAIS COOPERAÇÃO