VI Encontro Ibero-Americano de Museus

De 22 e 24 de outubro de 2012, Montevidéu, Uruguai.EncontroUruguai

O VI Encontro Ibero-Americano de Museus teve o tema “Museu: território de conflitos? Olhares contemporâneos a 40 anos da Mesa Redonda de Santiago do Chile“, buscando divulgar e discutir os princípios da Mesa Redonda de Santiago do Chile de 1972.

A Mesa de Santiago, de 1972, constituiu-se em uma referência no campo museológico internacional, porque gerou uma ideia de museu diferente à do modelo dominante, confrontando o modelo habitual, de museu como gabinete de curiosidades, propôs um conceito de museu integral, comprometido com a sua comunidade e atento à conjuntura e ao seu entorno social.  Os resultados da mesa estão presentes em um documento que deu início à corrente que logo se denominaria Nova Museologia, a qual  here confrontou a museologia tradicional, a partir daí surgiram outras correntes teóricas, tais como a museologia crítica.

A realização de um Encontro Ibero-Americano com esta temática promoveu a possibilidade de que os países ibero-americanos pudessem discutir e apresentar suas experiências relacionadas à essa nova forma de entender e fazer museologia.

O Encontro também marcou a celebração da Década do Patrimônio Museológico, iniciativa do Programa Ibermuseus em homenagem ao 40º aniversário da celebração da Mesa Redonda de Santiago do Chile em 1972.

Documento final: Declaração de Montevidéu.