Curso sobre Estudos de Públicos de Museus

Organizado pelo Programa Ibermuseus com motivo da celebração dos 10 anos da Declaração de Salvador, o curso é uma iniciativa das linhas de Formação e Capacitação e do Observatório Ibero-americano de Museus –OIM, na qual participam 19 profissionais de museus de Andorra, Argentina, Brasil, Chile, Cuba, Colômbia, Equador, El Salvador, Espanha, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Republica Dominicana, Uruguai e Venezuela.

Aplicaciones-Curso de Estudio de Publico-Madrid_WEB 370x245

Resultado do Primeiro Diagnóstico de Formação e Capacitação para a Região Ibero-americana, realizado em 2014 pelo Ibermuseus, o curso tem como objetivo capacitar os participantes para planejar e executar ferramentas, programas, estratégias e análises vinculadas à compreensão dos públicos que visitam os museus.  Além disso, pretende-se impulsionar os estudos de público em todos os países ibero-americanos por meio do intercâmbio de experiências com uma tecnologia de informação mais desenvolvida.

Nessa oportunidade, os participantes utilizarão o Sistema de Coleta de Dados Públicos de Museus, uma potente ferramenta, desenvolvida pelo OIM, que permite o conhecimento do perfil dos públicos. Essa ferramenta transcende a dimensão eminentemente operativa de coleta de dados para colocar o público e sua relação com os museus como um objeto de estudo que deve acompanhar todo o processo de gestão museal contemporânea.

As cinco sessões temáticas, divididas em quatro dias de programação (de 22 a 22/5), serão ministradas pelas especialistas Eloisa Perez Santos (Espanha), Doutora em Psicologia pela Universidade Complutense de Madri, que desenvolve uma atividade tripla – profissional, docente e de pesquisa – no campo de estudos de público de museus e exposições há mais de 25 anos;  e Leticia Perez Castellanos (México), Mestre em Museologia pela Escola Nacional de Conservação, Restauração e Museografia (INAH, México) e estudante de doutorado em Ciências Antropológicas da Universidade Autônoma Metropolitana – Iztapalapa (UAM-I, México). Castellanos é professora pesquisadora na Pós-graduação em Museologia da ENCRyM, na linha de pesquisa de estudos de público em sítios patrimoniais e museus. Entre os anos 2015 e 2016, foi a coordenadora acadêmica dessa pós-graduação.

Com essa atividade, os participantes – profissionais vinculados a museus cujo trabalho está diretamente relacionado à atenção ao público, sendo responsáveis pelo planejamento, execução e definição de estratégias e análises vinculadas à compreensão dos públicos de museus – terão a oportunidade de compartilhar conhecimentos e criar redes de trabalho e cooperação nesse âmbito, por meio de consenso e de reflexão.