Apresentamos a programação do Seminário Internacional “10 anos de cooperação entre museus”

Convidamos profissionais, pesquisadores, estudantes e atores do setor a participar da convocatória para a apresentação de trabalhos

“10 anos de cooperação entre museus: museologia ibero-americana e a Declaração de Salvador”, esse é o temo do evento que pretende marcar o fechamento das celebrações dos 10 anos da assinatura da Declaração de Salvador, documento referendado pelos 22 países da Comunidade Ibero-americana em junho de 2017 e que abriu um caminho de cooperação sem precedentes para os museus da região, além de fortalecer e dinamizar o papel dos museus nas dinâmicas sociais.

Durante dois dias, importantes atores do setor provenientes de diferentes países ibero-americanos se encontrarão em Brasília, Brasil, para dialogar sobre a contribuição, vigência e aportes teóricos e práticos da Declaração de Salvador à museologia da região, e para debater os desafios e oportunidades de futuro para os museus.

O seminário pretende ser um espaço de reunião de experiências, discussões e abordagens desde distintas perspectivas em relação às transformações do setor museológico na Ibero-América, seu papel na atual conjuntura sociopolítica da região, e acima de tudo sobre os desafios para sua sustentabilidade.

A programação, estruturada em três Mesas Redondas, uma Conferência e duas sessões de Debates Abertos, será realizada no Centro Cultural Banco do Brasil nos dias 29 e 30 de novembro. Serão debatidos temas como os instrumentos normativos internacionais, políticas de sustentabilidade, o papel social dos museus, a atuação dos profissionais, as diferentes formas de fazer museu, e também serão feitas reflexões sobre as contribuições de Ibermuseus ao setor, especialmente às políticas públicas.

Na conferência Arquiteturas institucionais. Desafios na gestão do Programa Ibermuseus, a presidente do Conselho Intergovernamental do Programa, Magdalena Zavala Bonachea, abordará questões como Que benefícios tangíveis Ibermuseus trouxe aos países ibero-americanos? Qual seu papel no panorama internacional? e Quais são os desafios a superar? A palestra de Zavala, seguida de uma sessão de perguntas e respostas, proporcionará uma reflexão profunda sobre a atuação do Programa Ibermuseus nos últimos 10 anos.

Inaugura a programação a mesa redonda Instrumentos normativos internacionais no âmbito dos museus. As relações entre ICOM, Unesco e Ibermuseus, na qual se discutirá como os três organismos vêm trabalhando ao longo dos últimos anos no fomento, fortalecimento e apoio à gestão museológica e na valorização do patrimônio cultural.

As outras mesas redondas abordarão os temas desenvolvimento sustentável e situação dos profissionais do setor. A mesa Museus e políticas públicas para o desenvolvimento sustentável será o espaço para debater como os museus, ao se aproximarem das suas comunidades, passaram a ser vistos como mediadores para a proposição de políticas públicas de apoio ao desenvolvimento sustentável. Enquanto na mesa Profissionais de museus na Ibero-América. Um compromisso comum se discutirá o perfil dos trabalhadores de museus, as políticas e ações dos países para fomentar e promover a capacitação profissional. Todas as mesas redondas são seguidas de debates com o público.

Chamada para apresentação de trabalhos

Os debates abertos servirão de espaço para que os atores do setor deem sua visão em relação às transformações dos museus ibero-americanos. Convidamos pesquisadores, profissionais e instituições museológicas a participar da convocatória Chamada para apresentação de trabalhos, apresentando trabalhos centrados em duas perspectivas: Museus como agentes da mudança social: da teoria à prática e Museologias: Qual o futuro da disciplina na Ibero-América?.

Leia o regulamento no link Chamada Para Apresentação de Trabalhos – 10 Anos de Cooperação Entre Museus e faça o download do Formulario de Inscrição – Chamada a Trabalhos 10 anos de Cooperação entre Museus.

Com o tema Museus como agentes da mudança social: da teoria à prática pretendemos destacar, com casos práticos, os museus como instrumentos-chave para facilitar a relação entre o patrimônio cultural e a participação cidadã, sua presença na dinâmica social e seu trabalho como promotor do panorama cultural e promotor do intercâmbio cultural.

No debate Museologias: Qual o futuro da disciplina na Ibero-América?, se analisará como desde o local e desde o global, a museologia é considerada ou uma disciplina científica ou uma prática. Como surgiram os novos paradigmas e conceitos de museus, como isso afeta os papéis da atual situação sociopolítica e econômica, e qual é o papel das instituições responsáveis pelas políticas dos museus e do Programa Ibermuseos nessas museologias.

O evento é aberto ao público, com capacidade limitada de assistentes. Em breve, serão abertas as inscrições. Conheça a programação completa!

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Seminário internacional “10 anos de cooperação entre museus” discute as transformações do setor na Ibero-América